(41) 3673-8350
contato@sanjulian.org.br

Comunicado oficial sobre as medidas de contenção da propagação do COVID­‐19

Comunicado oficial sobre as medidas de contenção da propagação do COVID­‐19

Associação San Julian Amigos e Colaboradores.

Piraquara, 19 de março de 2020.

Comunicado oficial sobre as medidas de contenção da propagação do COVID-­‐19:

Desde o dia 11/03/20 contatos e discussões têm sido continuamente realizadas com várias entidades de saúde, com a intenção de desenvolver protocolos hospitalares e medidas de continência da propagação do vírus COVID-­‐19. As principais referências foram normativas da SESA, da Secretaria de Saúde de Piraquara, da Vigilância Sanitária de Piraquara, da ANS, e da CCIH hospitalar.

A operacionalização das normas foi discutida e deliberada em reuniões de Direção Administrativa, Corpo Clínico hospitalar, Coordenações Setoriais, Equipes Técnicas e de Residência Médica.

1. Medidas para evitar a entrada do vírus nas dependências do Hospital:

a) As visitas aos pacientes serão canceladas a partir do dia 23 de março, segunda feira. A entrada de pertences continuará acontecendo em nova rotina. Protocolo I.
b) Licenças Terapêuticas dos pacientes estão suspensas a partir de 23 de março.
c) Os ambulatórios serão cancelados a partir do dia 23 de março. Protocolo II.
d) A triagem médica e de enfermagem terá rotina diferente, e será conduzida exclusivamente com a presença do paciente, sem o acompanhante. Aplicação imediata. Protocolo III.
e) Funcionários suspeitos de ter contraído o vírus serão afastados. Aplicação imediata. Protocolo IV.
f) Estágios externos das faculdades e cursos técnicos estão suspensos. Aplicação imediata.
g) Atividades de colaboradores externos do hospital estão suspensos: Alcoólicos Anônimos, Narcóticos Anônimos, Legião da Boa Vontade, Grupo de Espiritualidade, Igreja Presbiteriana, Representantes de Laboratório. Aplicação imediata.

2. Medidas para prevenção interna do hospital:

a) Promoção de medidas de conscientização da higiene. Protocolo V.
b) Minimização de contatos físicos. Protocolo V.
c) Modificação do programa terapêutico, evitando confinamentos e aglomerações. Protocolo VI
d) Utilização de EPIs. Protocolo VII
e) Isolamento dos casos suspeitos de Coronavírus. Protocolo VIII

3. Medidas de minimização dos riscos de populações vulneráveis:

a) Aos funcionários da área clínica acima de 60 anos será avaliada a possibilidade de afastamento.
b) Pacientes idosos estáveis devem ser avaliados para a possiblidade de alta.
c) Pacientes com comorbidades clínicas de risco devem ser avaliados para a possibilidade de alta.

4. Cobertura profissional para os casos de profissionais que porventura sejam afastados por suspeita de contração do vírus, ou devido a afastamento por fatores de risco.

a) A cobertura dependerá da classe profissional de afastamento, e do número de funcionários disponíveis.
b) Cobertura médica. Protocolo IX.
• acientes serão canceladas a partir do dia 23 de março, segunda feira.
• Até o sábado dia 21, as visitas permanecerão acontecendo nos horários e dias protocolares.
• Ao início de cada abertura de portões para a visita, deverá ser informado às famílias que será proibida a entrada de pessoas com sintomas de resfriado ou gripais.
• Os funcionários que acompanharão as visitas deverão utilizar EPIs para evitar o contágio.
• A partir do dia 23, os pertences serão recebidos pelas equipes de enfermagem nos horários e dias que aconteciam as visitas familiares.
• O recebimento e fiscalização dos pertences será realizado com utilização de EPIs.
• Será autorizada a entrada de outros pertences, como produtos alimentares industrializados e com prazo distante de vencimento.
• Será autorizada a entrada de caixas de som com entrada usb, baralhos, jogos de tabuleiro.

Protocolo II – Os ambulatórios serão cancelados a partir do dia 23 de março.

• Com a suspensão dos ambulatórios, todos os médicos residentes e preceptores voltam seus esforços e trabalhos para a assistência interna.
• Será utilizado o tempo disponível para a cobertura dos médicos acima de 60 anos que foram afastados pelo risco de contrair o vírus. – Vide Protocolo VII.
• Deverá ser realizada represcrição de pacientes do ambulatório, caso haja solicitações. Em princípio, deixaremos os pedidos em um livro ata específico, localizado na recepção. Caberá aos residentes verificarem o livro com o pedido em seu nome, e deixar a receita disponível em até 2 dias úteis. Caso o paciente ou familiar tiver urgência, qualquer residente disponível poderá realizar a prescrição imediatamente e em qualquer horário.
• Por conta da parceria realizada com o Hospital Angelina Caron, eles estão autorizados a mandar pacientes emergenciais para avaliação psiquiátrica, caso não seja possível a realização da cobertura pelo estágio de interconsultas.

Protocolo III -­‐ A triagem médica e de enfermagem terá rotina diferente, e será conduzida exclusivamente com a presença do paciente, sem o acompanhante. Aplicação imediata.

• A triagem de enfermagem antecederá o cadastro pela recepção. O técnico de enfermagem responsável pela triagem coletará os dados vitais do paciente e de 1 familiar/ responsável, o qual depois fará o cadastro junto à recepção.
◦ Se o paciente tiver febre ou sintomas gripais, não poderá ser internado.
◦ Se o familiar tiver febre ou sintomas gripais, deverá ser substituído para prestar informações de cadastro junto à recepção, ou deverá utilizar EPIs.
◦ Se o familiar tiver critérios de suspeição de Coronavirus, e o paciente tiver contato direto com ele, o paciente também deverá ser considerado suspeito, e seu internamento deverá ser rejeitado.
• O técnico de enfermagem deverá anotar o motivo da rejeição no espelho da solicitação, com assinatura e carimbo seus e do médico, para endosso da rejeição. As folhas de espelho deverão, então, ser arquivadas em pasta específica na Recepção.
• O paciente rejeitado deverá receber uma contra-­‐referência assinada pelo médico e técnico de enfermagem dos motivos da rejeição.
• Para a avaliação posterior da triagem médica médico e da enfermagem, apenas o paciente terá acesso à sala, para minimização de contatos.
• Se for oportuno ao médico, este poderá obter informações acerca do paciente via ligação telefônica.
• Toda a equipe de frente da recepção, médico internista e de enfermagem da triagem farão uso de EPIs. (vide Protocolo VIII).

Protocolo IV – Funcionários suspeitos de ter contraído o vírus serão afastados. Aplicação imediata.

• Treinamentos serão continuamente realizados para os funcionários do hospital, sobre os sintomas da doença e os protocolos mais recentes de órgãos de referência. (vide Protocolo V).
• É obrigação do funcionário identificar a própria sintomatologia gripal, e buscar atendimento adequado, bem como atestado trabalhista, quando necessário.
• Funcionários suspeitos de terem contraído o vírus serão afastados pelo tempo determinado em atestado, com o mínimo de 7 dias. Ou conforme atualizações das normativas de órgãos de referência.

Protocolo V – Promoção de medidas de conscientização da higiene.

• A equipe médica e de enfermagem fará treinamentos continuados a todos os funcionários da instituição com temáticas variadas, tais como:
• Higienização de mãos.
• Utilização do álcool gel.
• Minimização de contatos físicos.
• Trocas de pertences.
• Utilização de EPIs (quando pertinentes).

Protocolo VI – Modificação do programa terapêutico, evitando confinamentos e aglomerações.

• Vide programação dos coordenadores de Unidades de Internamento.

Protocolo VII – Utilização de EPIs.

• As máscaras serão distribuídas aos funcionários que entrarão em contato direto com o público externo, ou que terão contato direto com o público com suspeita de Coronavírus.
• Dentre os funcionários previstos, estão:
◦ Médicos responsáveis pela triagem,
◦ Técnicos de enfermagem responsáveis pela triagem,
◦ Funcionários que têm acesso às Enfermarias Clínicas 1 e 2;
◦ Funcionários da recepção que farão atendimento direto aos pacientes e familiares,
◦ Técnicos de enfermagem que farão recebimento de pertences externos,
◦ Técnicos de enfermagem e enfermeiros que farão o atendimento de pacientes com suspeita de Coronavírus,
◦ Médicos que farão o atendimento de pacientes com suspeita de Coronavírus.
• Serão realizados treinamentos para o uso correto dos EPIs, como máscaras, álcool gel, luvas, aventais etc.
Protocolo VIII – Isolamento dos casos suspeitos de Coronavírus.

• Serão adaptadas enfermarias específicas para o isolamento de casos suspeitos, como a sala roxa ou o salão de eventos.
• Os casos serão considerados suspeitos de acordo com os conceitos vigentes estabelecidos pelos órgãos competentes, previstas as contínuas mudanças conceituais, como na fase de infecção direta ou na fase de infecção comunitária.
• Os casos suspeitos serão conduzidos clinicamente de acordo com a gravidade.
• Ao caso suspeito de sintomatologia leve será dada alta clínica para realização de Isolamento Domiciliar.
• Ao caso suspeito de sintomatologia grave será realizada inclusão na Central de Leitos para transferência para Hospital Clínico de referência.
• O caso suspeito ficará na enfermaria de isolamento até que seja dada a alta para isolamento domiciliar ou a alta por transferência.

Protocolo IX – Cobertura médica.

• O Hospital conta atualmente com 3 médicos acima de 60 anos: Dr João Carlos Scalzo (Unidade Bion), Dr Daniel Serafim (Unidade Jellinek) e Dr Luiz Augusto Gallieri (Clínico e Internista).
• A Unidade Bion será coberta pela equipe de residentes R1 do H. San Julian, 3 R1 da FEAES, pelos preceptores da Unidade e pelos preceptores dos ambulatórios.
• A Unidade Jellinek será coberta pela equipe de residentes R2 do H. San Julian, 3 R1 da FEAES, pelos preceptores da Unidade e pelos preceptores dos ambulatórios.
• A cobertura clínica e de triagem será realizada pelos médicos residentes mediante escala.
◦ Um médico residente por dia de semana fará a cobertura clínica entre as 14h e as 20h.
◦ Entre 14h e 16h ficará responsável por atender pacientes eletivos nos postos de enfermagem.
◦ Entre 16h e 20h ficará responsável pela triagem médica e pelas emergências clínicas.
• No dia seguinte à cobertura da parte clínica o residente estará dispensado de vir ao hospital pelo período da manhã.

Ricardo Sbalqueiro Diretor Técnico
Associação San Julian Amigos e col.




Desenvolvido por - UmQuatroQuatro